1 de fevereiro de 2013

5 Filmes de animação do Studio Ghibli


Mistura de personagens de diversos filmes da Ghibli. Catei na internet, mas desconheço a autoria. :)

Ghibli é um estúdio de animação japonês fundado em 1985 por Hayao Miyazaki - seu principal diretor, criador e roteirista - e Isao Takahata. A princípio, os enredos dos filmes Ghibli podem não parecer muito interessantes aos olhos de um adulto, mas basta começar a assistir que as histórias nos ganham pelo coração. As animações têm uma atmosfera meio mágica, meio misteriosa, às vezes meio maluca, mas são sempre inspiradoras. 

De cara, é fácil perceber que as obras do estúdio não seguem aquele formato Era-uma-vez-felizes-para-sempre ao qual a Disney nos acostumou. Ou seja: filmes com começo, meio e fim bem definidos, nos quais o mocinho tem um final utópico e o vilão é castigado. E a Ghibli deixa bem claro que seus filmes devem ser mantidos na íntegra quando são lançados internacionalmente. A primeira animação a ser lançada fora do Japão, "Nausicaä - A Princesa do Vale dos Ventos", foi editada tão pesadamente nos EUA para se tornar mais comercial que a partir daí o estúdio adotou uma nova postura. Anos depois, a americana Miramax também quis modificar "A Princesa Mononoke" e reza a lenda que, em resposta, a Ghibli apenas enviou uma autêntica katana (espada japonesa) acompanhada de uma curta mensagem: "Sem cortes".

Dizem que Hayao Miyazaki é o Walt Disney japonês, mas se fosse possível fazer uma comparação com os estúdios ocidentais, estaria mais para o estilo da Pixar (Tudo bem que a Pixar foi comprada pela Disney, mas existe uma diferença de estilo). Os traços de Miyazaki são únicos, pois ele valoriza o desenho feito à mão livre, em plena era digital. E não é só isso: o diretor também costuma mandar a equipe fazer pesquisa de campo para observar e "sentir" o que irão desenhar: a chuva, as árvores, o solo... Isso faz diferença na arte final.

A ideia de que animação é feita só para crianças está ultrapassada. Aliás, acho que no Japão nunca houve essa ideia, já que sempre existiram produções para todos os públicos e estilos (vide o famigerado hentai).

Bom, chega de papo e vamos conferir alguns filmes do Studio Ghibli! Ainda não pude ver todos, mas indico aqui meu Top 5:

1. Meu Vizinho Totoro (1988)


As irmãs Satsuki e Mei se mudam para o interior com o pai. Com a esposa doente, ele divide o tempo entre trabalhar e cuidar dela no hospital. Quando a mais nova Mei tenta visitar a mãe por conta própria, ela se perde na mata, e somente Totoro, o lendário espírito da floresta, pode ajudar a menina a achar o caminho de volta para casa.
Deixei esse em 1º lugar pelo valor sentimental que ele tem pra mim. Assistia quando criança e, depois de vê-lo já adulta, meu amor pelo filme só aumentou. É meu personagem favorito até hoje. *_*

2. A Viagem de Chihiro (2001)


Único anime a ganhar o Oscar de Melhor Animação (2003) até hoje. Pela complexidade, é um enredo menos infantil.
Chihiro é uma garota de 10 anos que está de mudança – contra sua vontade - para uma nova cidade com seus pais. Ao tomar um atalho, a família encontra um túnel que dá para uma cidade misteriosa e deserta. Chegam a uma espécie de parque temático onde um apetitoso banquete os aguarda. Sem pensar, os pais de Chihiro decidem comê-lo. Neste meio tempo, a garota conhece Haku, um menino que a avisa que deve sair da cidade antes do anoitecer ou não haverá volta. Chihiro corre para avisar os pais, mas descobre a comida os havia transformado em porcos. Sozinha e perdida em um mundo onde humanos não são bem-vindos, Chihiro precisa se arriscar entre bruxas e seres místicos para ter uma chance de voltar ao mundo real e salvar seus pais.

3. O Castelo Animado (2004)


Baseado do livro da autora inglesa Diana Wynne Jones. Sofia, uma jovem sem muitas ambições que trabalha na chapelaria de sua família, é amaldiçoada por uma bruxa que a transforma em uma velha de 90 anos. Desesperada, ela foge e chega ao castelo ambulante do mágico Howl. Escondendo sua identidade, ela consegue ser contratada para realizar serviços domésticos no local. A jovem senhora dá nova vida à antiga habitação onde vivem Marko, um jovem aprendiz, e Calcifer, o demônio do fogo que pode ajudar Sofia a quebrar o feitiço.

4. A Princesa Mononoke (1997)


O jovem príncipe guerreiro Ashitaka é infectado por uma doença e sabe que irá morrer, a menos que encontre a cura. Em busca de respostas, ele segue em uma jornada e, no caminho, encontra animais da floresta lutando contra homens que a estão destruindo, liderados pela princesa Mononoke, uma jovem criada por lobos. Indicado para adultos.



5. Ponyo: Uma Amizade que Veio do Mar (2008)


Fiquei na dúvida antes de colocar esse na lista porque Ponyo não só é a mais infantil das animações do Studio Ghibli (o que não a torna menos encantadora), como é também a mais “viagem-liga-torta” delas. Levemente inspirado em “A Pequena Sereia”, o filme conta a história de Sosuke, um garotinho de 5 anos, e Ponyo, uma princesa peixinho-dourado que deseja se tornar humana. Um dia, Ponyo foge de seu lar e vai parar em uma encosta. Sosuke a salva e promete protegê-la para sempre. Por seus poderes mágicos, aos poucos Ponyo ganha feições humanas. Surge um inocente amor entre eles, até que o pai de Ponyo a encontra e exige que ela volte para o oceano.


Nenhum comentário:

Postar um comentário