8 de setembro de 2013

Londres: Madame Tussauds, Sherlock Holmes e Regent’s Park

Ao descer na estação de metrô Baker Street, dois museus diferentes e divertidos estão à espera: o Madame Tussauds, famoso pelas estátuas de cera - muito fiéis aos originais - de celebridades do cinema, da música e do esporte e de personalidades históricas; e o Sherlock Holmes Museum, que homenageia o detetive inglês mais excêntrico e inteligente da ficção.
  

Madame Tussauds 

A primeira coisa a saber sobre o Museu de Cera Madame Tussauds é: compre seu ingresso com antecedência e nunca, em hipótese alguma, deixe para comprar no próprio museu. Afirmo isso depois de ter passado 3 horas (pelo amor!) na fila só para comprar o bilhete. E olha que escolhemos uma segunda-feira! Preciosas 3 horinhas que poderiam ter sido usadas em outra coisa... Lição aprendida, agora sei que o melhor é comprar pela internet mesmo (www.madametussauds.com). Uma alternativa para comprar as entradas é o Sea Life London Aquarium, bem pertinho da London Eye, às margens do Rio Tâmisa.


É isso, minha gente. Depois dessas 3 fotos,
minha missão no mundo já está cumprida. Obrigada. 
Dito isso, a segunda coisa importante é: não tenha vergonha de tirar fotos com as estátuas quando estiver lá porque toda e qualquer foto no Madame Tussauds sempre será JACU. Não importa se você vai dar só um sorrisinho maroto entre o Brad Pitt e a Angelina Jolie ou se vai se pendurar no pescoço do Robert Parttinson (ou pior: dos boys do One Direction), você estará pagando mico de qualquer jeito. Por isso, se jogue e se descabele!

O semideus Morgan Freeman e a diva das divas Beyoncé
O ingresso do Madame Tussauds é o mais caro entre as atrações que visitamos em Londres: custou 30  libras (trocando em miúdos, mais de 100 reais). Mas logo, logo vou dar a dica de como pagar a metade do preço em outro post, pra você que sabe que dinheiro não dá em árvore. Mesmo assim, e apesar das hoooras de fila, eu curti o passeio. Além das estátuas clássicas, que são divididas em salas temáticas (tapete vermelho, ídolos da música, figuras históricas, ídolos do esporte etc.), a entrada inclui outras atrações, como o “Scream”, um tipo de casa dos horrores, um Behind the Scenes, para entender como são produzidas as estátuas de cera, o “Spirit of London”, um passeio de trenzinho pela história de Londres, e o Marvel Super Heroes 4D, onde podemos assistir  a um filme em 4D com os queridos Homem-Aranha, Homem de Ferro e cia.

Museu Sherlock Holmes 

Se você é fã do detetive particular mais famoso do mundo, como eu, esse museu é obrigatório. Praticamente a um quarteirão de distância do Madame Tussaud’s, o Museu Sherlock Holmes pode ser visitado no mesmo dia. Precisa dizer o endereço? 221B, Baker Street. Exatamente o mesmo que consta nas histórias de Arthur Conan Doyle, o criador do personagem. O museu reproduz o apartamento onde teriam morado Sherlock e seu amigo Watson de 1881 a 1904, baseado nas descrições dos contos e nos moldes de um apartamento da era vitoriana. Tem objetos e pistas sobre vários dos casos de investigação que aparecem nos livros e algumas estátuas, embora sejam meio toscas. A entrada custa 8 elizabethinhas.


A sala de estar e de estudos de Mr. Holmes

Regent’s Park 

Depois de conferir os dois museus, é legal terminar o passeio pela vizinhança neste parque super bem cuidado, florido e encantador.  As pessoas costumam ir lá para correr, fazer piqueniques ou só dar uma voltinha. Ali próximo também fica a Abbey Road, onde é possível tirar a clássica foto dos Beatles atravessando a faixa de pedestres, mas essa nós pulamos.  


Nenhum comentário:

Postar um comentário